A persistência da memória, de Salvador Dalí

A persistência da memória

Nada melhor como postagem inaugural do que mostrar um dos mais famosos quadro de Dalí, que, a propósito, tem tudo a ver com este blog, seja por causa do tema ou do cabeçalho (uma apropriação de Os Simpsons). A persistência da memória (que uns dizem ser de 1931, outros de 1934) é uma das mais famosas obras de Salvador Dalí e busca nos indagar sobre a percepção que temos do tempo.

Para quem acha que o que a catalunha tem de melhor é o futebol do Barcelona, vale a pena conhecer um pouco mais das obras de Dalí, que vão de pinturas até esculturas, peças e filmes.

Fontes e mais informações em: InfopédiaWikipédia e Shvoong.

4 thoughts on “A persistência da memória

    • Valeu pela dica, Mônica. Acho que o Cunha mesmo já tinha me falado do livro. Tenho ele aqui no PC, só não li ainda.

      Claro que “apagar” lembranças não tão interessantes pode ser uma boa, mas há o lado de pessoas mal intencionadas poderem se safar também, apagando os seus crimes registrados nesse ambiente digital.

Comente!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s