graphmem

Um passo em direção à memória de carbono super rápida

A chave para tornar a memória do computador mais rápida é o grafeno. Encontrado no grafite e em outros compostos de carbono, pesquisadores da Universidade Nacional de Cingapura começaram a desenvolver dispositivos de memória de computador com a substância. Segundo Barbaros Özyilmaz, professor de física que conduziu a pesquisa, “o grafeno vai mudar a indústria eletrônica”. O primeiro pesquisador a isolar folhas de grafeno do grafite foi Andre Geim, professor de física da Universidade de Manchester e laureado com o Prêmio Nobel de Física em 2010.

A matéria na íntegra pode ser lida no Technology Review.

Comente!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s